Cute Black Flying Butterfly We love nutella
Theme
“(…)Sem apego. Sem melancolia. Sem saudade. A ordem é desocupar lugares. Filtrar emoções.
Caio Fernando Abreu. (via solenista)
“Quem disse que a dor para enquanto dormimos, não sabe o quanto machuca sonhar com você.
Léia Sousa   (via solenista)
“Quebraram meu coração em pedaços, e eu fui obrigado a aguentar todos os dias tentando colocar cada minúsculo pedacinho no lugar, antes de poder ser eu de novo.
A culpa é mesmo das estrelas?   (via inverbos)
“Certos tipos de saudade não são bonitos, não são dignos de serem registrados numa folha de papel. Certos tipos de saudade a gente tenta, mas não esquece, machuca, corrói, mas não há uma maneira sequer de se livrar dessa dor. Às vezes a pessoa simplesmente nem merece que você ou qualquer outro tenha esse sentimento guardado em si por ela, mas você não tem culpa do amor que existe dentro do seu coração. Certos tipos de saudade, até mesmo os poetas abominam, mas todos carregam a certeza de que onde há sincero amor, haverá sempre uma saudade ainda mais sincera…
Certos tipos de saudade.  (via solenista)
“Acontece que, todos os dias, milhares de pessoas têm seu corações partidos e eu acordo todos os dias torcendo para que um desses corações não seja o meu. Que, pelo amor de Deus, não seja o meu.
Mariane Müller.  (via solenista)
“Cada vez que você permite que alguém te conheça completamente, também permite que essa pessoa tenha o poder de te destruir, mas acredita que esta jamais o fará.
Versejas   (via solenista)
“Desculpa, ok? Desculpa se eu não dei o meu melhor. Desculpa se eu fui orgulhoso. Desculpa se às vezes que eu te fiz chorar foram maiores do que as que eu te fiz sorrir. Desculpa se eu sempre fui egoísta e procurei fazer o melhor pra mim esquecendo do que era melhor pra ti. Desculpa se eu desisti… Mas não foi só de nós. Eu desisti de mim também. Desculpa se eu desejei tantas vezes nunca ter te conhecido. Desculpa se nunca me mostrei agradecido por todo o bem que você me proporcionou. Desculpa se eu te ignorei quando tu veio atrás, desculpa se eu não li quando você escreveu, não atendi quando você ligou, não respondi quando você mandou mensagem. Desculpa por ser assim. Desculpa se eu fui irritante. E convencido. Desculpa se eu deixei meu medo impedir que algumas coisas acontecessem. Desculpa minha falta de confiança. Desculpa por me afastar do nada. Desculpa por te ignorar de propósito. Desculpa por fazer algumas coisas com a intenção de te machucar. Desculpa pelas crises de ciúme. Desculpa por ser criança e desculpa pelas infantilidades. Desculpa por descontar em você coisas que não tinham nada a ver. Desculpa por te pedir pra esquecer e depois correr atrás te fazendo lembrar. É tarde, mas eu não ligo. Não muda nada, mas mesmo assim… Desculpa por tudo.
Vinícius Kretek. (via inverbos)